“Pão por Deus” – recriar… tradição! Alunos de Educação Moral e Religiosa Católica do Complexo Escolar do Furadouro


O calendário não deixa margem para dúvidas, 1 de Novembro carrega em si, uma mística muito peculiar que lhe confere o título de “Todos os Santos”. O calendário cristão – católico, desde as origens do cristianismo, sempre consagrou uma data para uma evocação especial da santidade como proposta de vida. Fixada essa data em 1 de Novembro, depressa várias tradições se associaram a essa mesma efeméride. Porém foi sobretudo a partir do trágico acontecimento de 1755 – o grande terramoto de Lisboa – que a solidariedade e a atenção aos mais desprotegidos pela sorte começaram a ecoar fundo nos corações, sendo a origem natural de uma tradição de pedir de porta em porta o pão “por amor de Deus”. Sobretudo as crianças deram corpo a esse propósito de minorar as dificuldades das próprias e de seus familiares, expostas como ficaram a tremendas dificuldades e marcas funestas que o terramoto deixou na sociedade de então. Séculos passados, a tradição mantêm-se com milhares de crianças sulcando as portas de vivendas e prédios, das aldeias mais recônditas às grandes cidades, pedindo nesta manhã outonal de 1 de Novembro o “Pão por Deus”. Foi com esse espírito de Recriar… Tradição! que os alunos do segundo ciclo da aula de Educação Moral e Religiosa Católica do Complexo Escolar do Furadouro no passado dia 31 de Outubro, elaboraram um pequeno e simbólico “saquinho de Pão por Deus” acompanhado de quadras tradicionais portuguesas alusivas à data para levarem às suas famílias. Porque a Escola existe para, no presente, preparar o futuro, lembrando o passado através das suas tradições tão genuínas.

Prof. José Manuel Nascimento

 Pao por deus